Tue. Jan 31st, 2023
    en flag
    nl flag
    et flag
    fi flag
    fr flag
    de flag
    he flag
    ja flag
    lv flag
    pl flag
    pt flag
    es flag
    uk flag

    Nota do editor: De tempos em tempos, o ComplexDiscovery destaca anúncios publicamente disponíveis ou que podem ser comprados de forma privada, atualizações de conteúdo e pesquisas de fornecedores de descobertas cibernéticas, de dados e legais, organizações de pesquisa e membros da comunidade ComplexDiscovery. Embora a ComplexDiscovery destaque regularmente essas informações, ela não assume nenhuma responsabilidade pelas afirmações de conteúdo.

    Para enviar recomendações para consideração e inclusão nos anúncios de serviços, produtos ou pesquisas cibernéticas, em dados e em descobertas legais da ComplexDiscovery, entre em contato conosco hoje mesmo.

    Nota de fundo: A Agência da União Europeia para a Cibersegurança, ENISA, é a agência da União dedicada a alcançar um alto nível comum de cibersegurança em toda a Europa. Fundada em 2004 e reforçada pela Lei de Cibersegurança da UE, a Agência de Cibersegurança da União Europeia contribui para a política cibernética da UE, melhora a confiabilidade de produtos, serviços e processos de TIC com esquemas de certificação de segurança cibernética, coopera com os Estados-Membros e órgãos da UE e ajuda A Europa se prepara para os desafios cibernéticos de amanhã. Através da partilha de conhecimentos, do reforço das capacidades e da sensibilização, a Agência trabalha em conjunto com as suas principais partes interessadas para reforçar a confiança na economia conectada, aumentar a resiliência da infraestrutura da União e, em última análise, manter a sociedade e os cidadãos europeus digitalmente seguros.

    Projetado para contribuir para a construção de uma força de trabalho competente em segurança cibernética, o European Cybersecurity Skills Framework foi o foco da recente Conferência de Habilidades de Cibersegurança organizada pela ENISA. Essa nova estrutura pode ser benéfica para profissionais de segurança cibernética, governança da informação e descobertas legais que buscam entender e lidar melhor com as ameaças à segurança cibernética.

    Visão geral da publicação*

    O Quadro Europeu de Competências de Cibersegurança (ECSF)

    Agência da União Europeia para a Cibersegurança (ENISA)

    O Quadro Europeu de Competências de Cibersegurança (ECSF) é o resultado do esforço conjunto da ENISA e do grupo de trabalho ad hoc da ENISA sobre o Quadro de Competências de Cibersegurança.

    O objetivo do ECSF é criar uma compreensão comum das funções, competências, habilidades e conhecimentos relevantes; facilitar o reconhecimento de habilidades de segurança cibernética; e apoiar o design de programas de treinamento relacionados à segurança cibernética. Ele resume todas as funções relacionadas à segurança cibernética em 12 perfis, que são analisados individualmente nos detalhes das responsabilidades, habilidades, sinergias e interdependências às quais ela corresponde.

    O ECSF fornece uma ferramenta europeia aberta para construir uma compreensão comum dos perfis de funções profissionais de cibersegurança e mapeamentos comuns com as habilidades e competências apropriadas necessárias.

    A estrutura é complementada por um manual do usuário, que constitui um guia prático para sua utilização, baseado em exemplos e casos de uso. O manual inclui três exemplos para organizações privadas, que precisam contratar, aprimorar e/ou requalificar seu pessoal em segurança cibernética, além de casos de uso, que representam a experiência de sete organizações usando o ECSF em diferentes contextos.

    Objetivos do ECSF em resumo

    O uso do ECSF garante uma terminologia comum e um entendimento compartilhado entre a demanda profissional de cibersegurança (local de trabalho, recrutamento) e a oferta (qualificação, treinamento) em toda a UE.

    O ECSF apoia a identificação de um conjunto de habilidades críticas exigido do ponto de vista da força de trabalho. Ele permite que os provedores de ensino apoiem o desenvolvimento desse conjunto e os formuladores de políticas apoiem iniciativas direcionadas para mitigar a lacuna de habilidades identificada.

    A estrutura facilita a compreensão das principais funções profissionais de segurança cibernética e das habilidades essenciais necessárias - incluindo habilidades sociais - e, às vezes, também aspectos legislativos. Em particular, ele permite que não especialistas e departamentos de RH entendam os requisitos para planejamento de recursos de suporte à segurança cibernética, recrutamento e planejamento de carreira.

    A estrutura promove a harmonização na educação, treinamento e desenvolvimento da força de trabalho em segurança cibernética. Ao mesmo tempo, essa língua europeia comum para o contexto de habilidades e funções de cibersegurança se conecta bem com todo o domínio profissional de TIC.

    O ECSF contribui para obter uma proteção aprimorada contra ataques cibernéticos e garantir sistemas de TI seguros na sociedade. Ele fornece uma estrutura padrão e aconselha sobre como implementar a capacitação dentro da força de trabalho de cibersegurança europeia.

    Mais informações sobre o ECSF

    A escassez de força de trabalho em segurança cibernética e a lacuna de habilidades são grandes preocupações tanto para o desenvolvimento econômico quanto para a segurança nacional, especialmente na rápida digitalização da economia global. Assim, o desenvolvimento de um Quadro Europeu de Competências de Cibersegurança, levando em conta as necessidades da UE e de cada um de seus Estados-Membros, foi um passo essencial em direção ao futuro digital da Europa.

    A estrutura fornece uma ferramenta prática para apoiar a identificação e articulação de tarefas, competências, habilidades e conhecimentos associados às funções dos profissionais europeus de cibersegurança. O principal objetivo da estrutura é criar um entendimento comum entre indivíduos, empregadores e provedores de programas de aprendizagem nos Estados Membros da UE, tornando-a uma ferramenta valiosa para preencher a lacuna entre o local de trabalho profissional de cibersegurança e os ambientes de aprendizagem.

    O Quadro reforçará a cultura europeia de cibersegurança, fornecendo uma língua europeia comum em todas as comunidades, dando assim um passo essencial em direção ao futuro digital da Europa.

    Os 12 perfis de função de segurança cibernética definidos pela estrutura fornecem uma compreensão comum das principais missões, tarefas e habilidades de segurança cibernética necessárias em um contexto profissional de segurança cibernética, tornando-a a referência perfeita para definir o perfil das habilidades e conhecimentos necessários aos profissionais de segurança cibernética. A estrutura foi projetada para ser facilmente compreendida e abrangente o suficiente para fornecer informações detalhadas e adequadas sobre segurança cibernética, bem como flexível o suficiente para permitir a personalização com base nas necessidades de cada usuário. Ao incorporar todas as perspectivas das partes interessadas, a estrutura é aplicável a todos os tipos de organizações e apoia o desenvolvimento de todas as profissões de cibersegurança.

    A estrutura consiste em 2 documentos:

    O Documento de Perfis de Função do ECSF — Listando os 12 perfis de funções profissionais de segurança cibernética típicos, juntamente com seus títulos, missões, tarefas, habilidades, conhecimentos e competências identificados.

    Documento do Manual do Usuário do ECSF — Fornecendo orientação e exemplos práticos sobre como aproveitar a estrutura e se beneficiar dela como organização, provedora de programas de aprendizagem ou indivíduo.

    Leia o anúncio original.

    Relatório completo: A função ECSF da ENISA fornece o documento (PDF) - Passe o mouse para rolar

    Perfis de função do Quadro Europeu de Competências

    Relatório completo: Documento do manual do usuário do ENISA ECSF (PDF) - Passe o mouse para rolar

    Manual do usuário do quadro europeu de habilidades de cibersegurança

    Leia a visão geral original.

    *Compartilhado com permissão.

    Leitura adicional

    [Atualização anual] Direito cibernético internacional em prática: kit de ferramentas interativo

    Definindo a descoberta cibernética? Uma definição e estrutura

    Fonte: ComplexDiscovery